domingo, 31 de março de 2013

Apresentando minha Sophia e restrospectiva

Hoje vou contar a história de como um pedido para ganhar um  irmãozinho se transformou em 7 cachorros, 1 gata, mais de 50 hamster e 2 peixes.

Meu primeiro bichinho foi um casal de Hamster Chinês, minha mãe não gostava de animais sozinhos e sempre falava: "Você gostaria de viver em um lugar que não pudesse conversar com ninguém da sua espécie?". Pois é... em pouco tempo esse casal virou mais de 50 filhotes. Vendemos, doamos, distribuímos e por fim desistimos de hamster... rsss...

Viajando para a casa de uma amiga ganhei um peixinho Beta, o Beto. Era fácil e divertido cuidar dele, mas peixes não duram muito e meses depois compramos o Beto2 que também não durou muito.

Ganhei meu primeiro cachorro aos 3 anos de idade, na época eu vivia pedindo um irmãozinho para a minha mãe (e até hoje não ganhei).

Era um Cocker Spaniel Inglês dourado, o Tom. Ele era um amorzinho, mas um tempo depois começou a ficar muito tristinho, a moça que nos vendeu falou que a irmã dele ainda estava a venda e minha mãe com a sua ideia que ninguém deve viver sozinho... comprou a Babi.

Passado uns 2 anos eu voltei a pedir uma companhia e ganhei um Poodle Toy Preto, o Toy. Ele dormia no meu quarto e infelizmente viveu por 5 meses até ter um ataque cardíaco e morrer no veterinário :( é claro que eu fiquei muito triste e para tentar compensar ganhei um cãozinho completamente oposto ao Toy, um Husky Siberiano, o Bloo.

No quintal eu já tinha a Babi e o Tom, dentro de casa agora tinha o Bloo, mas ele cresceu muito rápido e destruiu a casa TODA. Com a ida do Bloo para o quintal eu voltei a pedir um irmãozinho e então ganhei o Mac, um Poodle nº1 cor de champanhe. Mas esse foi complicado pois era ciumento demais e ninguém podia entrar no meu quarto que ele mordia, arrumamos um novo dono para ele e o doamos. Meu quarto voltou a ficar vazio...

Fiquei com o Tom, a Babi e o Bloo por mais um tempo, aumentamos a família quando adotamos a Chanel, uma gatinha de rua, isso até termos de mudar para uma casa em que não poderíamos continuar com eles :(  
A parte boa é que encontramos lares maravilhosos. O Bloo virou o bebezão de 2 crianças e o casal - Tom e Babi - continuou junto na casa de uma senhora. Só trouxemos a Chanel, mas no primeiro cio acho que um vizinho colocou veneno pois ela simplesmente sumiu e isso é bem comum na minha cidade =/

Passado um bom tempo compramos um Yorkshire, o Enzo. Mas não tivemos sorte pois antes de completar um ano ele ficou muito doente, ele vivia no veterinário até que um pouco antes de fazer 2 anos ele morreu.

Meu padrasto queria logo arrumar outro bichinho para tirar o clima de luto da casa, minha mãe não queria mais... Porém a Sophia fez tanta gracinha quando fomos visitar a ninhada que minha mãe acabou cedendo... rss...

A Sophia chegou na minha vida depois de um acontecimento muito triste (a morte do Enzo) e mudou tudo, tudo mesmo! 
Ela é Lhasa Apso, uma raça muito calma (quando adulto), independente e ótima para companhia.

Assim como os outros animaizinhos que tivemos, que receberam cuidados médicos, ração de qualidade e muuuuito carinho, a Sophia está sendo muito amada e mimada.


OBS: 
Animaizinhos não são brinquedo, eles dão gastos e muito trabalho! Pense muito bem antes de comprar ou adotar um.


Beijos Duda.

Meu aniversário de 10 anos

Eu fui uma criança que não gostava de festas, nem das dos outros e muito menos das minhas, tirar fotos perto do bolo então...
Mas em 2011 minha mãe mudou um pouquinho a forma de fazer minhas festas, combinamos de convidar apenas 5 amigas e poucos parentes (poucos mesmo).

A ideia da festa foi ficando mais legal a cada conversa nossa e juntas decidimos que as amigas fariam uma seção de fotos horas antes da festa, e na festa estariam todas vestidas com roupas iguais.

O tema era 6 amigas nos anos 60, a decoração era toda de bolinha e tinha notas musicais e discos espalhados por todo lado, mas acabou saindo um pouco do tema... rss..

A minha avó fez os vestidos e as faixas, a mãe de uma das amigas, a tia Helaine é manicure e fez as unhas das meninas, minha mãe com ajuda da minha tia Camila e minha prima Grazy fizeram os cabelos e minha mãe ficou com a maquiagem e fotografia.


Cada uma fez uma seção curtinha de fotos, enquanto uma trocava de roupa as outras ajudavam nas fotos segurando o rebatedor, o refletor, e ajudando nas trocas e organização das roupas. Essa parte sem duvida foi a mais divertida da festa, antes mesmo dela começar!

 
Uns dias depois da festa eu entreguei um CD para cada amiga com as fotos e os vestidinhos que as bonecas usaram. Minha mãe fez os vestidinhos das bonecas com forro de tule e com o mesmo tecido do meu vestido.  


Esse aniversário foi o primeiro em que eu participei das escolhas dos detalhes e até então foi o melhor. Isso até o de 11 anos, mas isso eu conto depois!


Beijos Duda.

sexta-feira, 29 de março de 2013

Meu Cabelo Azul!

Eu posso me considerar uma menina de muita sorte por vários motivos. Sou filha única e de pais separados, tá bom que eu não ganho tantos presentes como todo mundo imagina, meu pai mora um pouco longe e nos vemos pouco, mas tenho um padrasto que sempre cede aos meus desejos e uma mãe.... bem como vou dizer... Maluca!



Mas é um "maluca" no bom sentido, ela sabe... rss...
Coisinhas que muita mãe simplesmente não deixa, nós conversamos e juntas pesamos os prós e contras, ela nunca diz simplesmente sim ou não. 
Mas não pense que eu tenho moleza, na minha casa temos tarefas e eu sou responsável pela lavagem da louça, arrumação do meu quarto e cuidados com a Sophia (minha Lhasa Apso).

Porém.. quantas mães deixam os filhos pintarem os cabelos na hora e da cor que querem? Melhor.. quantas mães fazem elas mesmas essas mudanças em suas filhas? Pra minha sorte minha mãe é cabeleireira! Uhhuulll... lol

Minha primeira mudança de cabelo foi com 7 anos, eu queria ficar loira a qualquer custo e ela me enganou fazendo um loiro escuro, mas na época eu gostei bastante, foi um sucesso na escola.
Depois de um tempo ela fez luzes e mechas californianas, mas não encontrei as fotos agora =(


Com 9 anos fizemos uma loucura, mechas Pink. Digo loucura porquê meu cabelo já tinha alisamento e não é bom misturar químicas, mas minha mãe é cuidadosa.

Como meu cabelo estava escuro na época não deu para deixar loiro  muito claro antes de passar a tinta pink, então parece que as mechas são vermelhas. De perto era Pink, eu juro! 

Esse foi o meu período Juniper Lee, retocamos as mechas algumas vezes mais desbotava muito rápido e eu não tinha paciência para ficar fazendo retoques sentada várias horas... rss.


Agora com 11 (quase 12) anos, decidi mudar novamente. Demorei um pouquinho para decidir qual cor seria a primeira. Sim, primeira porquê fiz uma seleção de cores para os próximos retoques... #Feliz



Descolorir demora bastante e se a mistura encostar no couro cabeludo... ARDE D+, então não é uma coisa que qualquer pessoa pode fazer. Tem teste de mecha, prova de toque, etc... Mas valeu a pena. Estou amando!


Beijos Duda.



Amiga de Estilo: Caroline

Minha segunda amiga a aparecer na coluna Amiga de Estilo é a Caroline. Ela também é minha vizinha e nos conhecemos na escola há bastante tempo atrás. Hoje estudamos em escolas diferentes mais a amizade continua a mesma.

A Caroline também tem 10 anos e tem um estilo bem mocinha, mas para as fotos fizemos um estilo "mulherão" que combina muito bem com o perfil dela.




Beijos Duda.

terça-feira, 26 de março de 2013

Bolsa Cartoon 3D


Hoje vou contar sobre minhas últimas comprinhas, as bolsas 3D ou Cartoon.
Pra começar não é uma bolsa para qualquer pessoa, pois com ela TODO MUNDO fica te olhando, principalmente crianças e adolescentes, é bem engraçada essa reação... rss.

Como você pode observar na última foto, ela só é bonita de frente, e pra ser bem sincera, de longe! A parte de trás é lisa e na cor preta.

Também não é uma bolsa para carregar peso ou objetos volumosos, já que ela é fina vai ficar deformada e perder a sua graça.


A ideia original das bolsas "cartoon" são das designers Chay Su e Rika Lin de Taiwan. O site delas é o JumpFromPaper aqui, e o acabamento das bolsas delas é infinitamente superior se comparado às cópias brasileiras.

As que comprei são da marca Kathavento aquicomprei na Monky Design e foi super tranquilo chegou bem rápido.
Como dá para ver nas fotos abaixo, elas são bem finas (estreitas), com costura simples, sem fecho, sem bolso interno (tem um micro bolsinho muito fino), ou seja, bem simples mesmo.

O material dela é o neoprene ou neopreno (marca registrada), que é um elastômero sintético policloropreno. O mesmo material usado para fazer roupas de mergulho, capa para notebook, luvas de musculação, etc...

O Neoprene possui flexibilidade, elasticidade, resistência e proteção térmica e elétrica. Outra vantagem é a higiene pois pode ser lavado com água e sabão.


Embora seja um acessório diferente, que quase ninguém tem e te deixa com um visual bem moderninho, eu não compraria outras dessa marca, caso compre outras com certeza será da JumpFromPaper por conta do acabamento.


Beijos Duda.

sábado, 23 de março de 2013

XBOX 360 com Kinect - Eu amo!

Imagina um presente que toda criança (até criança grande) gostaria de ganhar... O quê seria???
- Vídeo Game!

Até o meu XBOX chegar, no natal passado, eu não fazia muita ideia sobre ele. Pra mim era só mais um vídeo game, e eu que já tinha um Playstation II não dei muito crédito pra esse tal de Kinect...

Ganhei um kit que continha além do aparelho, 8 jogos sendo 5 com kinect e de cara me apaixonei completamente pelo Just Dance. Abaixo os meus jogos preferidos no kinect. 

JUST DANCE
É bem atual na escolha de músicas e tem uma pegada cômica que o deixa divertido para jogar com os amigos. Diferente do Dance Central que os dançarinos são cartoons, nesse são pessoas.
Ele tem um modo chamado Sweat em que você escolhe o tempo de atividade e acompanha o contador de calorias enquanto dança.

ADVENTURE
É o jogo padrão para kinect, tipo "Tem que ter!". Você se movimenta bastante e com uma televisão grande o realismo do cenário é bem legal.

SPORTS
Até quem tem preguiça vai gostar de praticar esporte com esse jogo. Meu preferido atualmente é o boxe, você começa brincando e quando percebe está literalmente lutando. Outro que também curto é o boliche, dá pra fazer campeonato com até 4 jogadores, muito divertido.


Desde que o meu XBOX chegou tenho praticado quase todos os dias e a diferença no meu peso e medidas é visível, todo mundo comenta.
É um presente que eu recomendo pra qualquer pessoa, principalmente crianças que não são muito ativas.

Minha meta agora são os jogos de luta, mas isso eu conto depois...


ATENÇÃO:
Não adianta comprar o XBOX e não investir em jogos diferentes, jogar os mesmos jogos todo dia acaba ficando chato, principalmente para as crianças.
Os jogos são vendidos separadamente e custam de R$ 70 à R$ 150, como não são baratos é bom baixar alguns demos para testar antes de comprar.


Beijos Duda.